Luciano Jardim

ÁRVORES NATIVAS (Jardim, L.M. 2011)

  • 2/9/2011
  • 01:52 AM

ARVORE NATIVA

            A confusão com relação a esse tema é imenso.

          O simples fato de uma planta ser adaptada a uma região a torna nativa?
          Árvore nativa é aquela tipica da sua região?

          Árvore nativa é toda aquela que nasce no territorio nacional?
 

Vamos as questôes.

 

          O fato de uma árvore ser nativa Brasileira, não significa que ela seja nativa de sua região.

           No entanto uma árvore nativa de sua região é tida como nativa brasileira pois está inserida em território nacional..

          Ex:  O Cajueiro é uma espécie nativa brasileira, porém não é uma espécie nativa da região sul do país.

                 Por outro lado o Pinheiro do Paraná é espécie também nativa brasileira que ocorre principalmente nos estados sulinos e campos de altitude da serra da mantiqueira, porém não é nativa do nordeste brasileiro.

          A celeuma se amplia quando uma determinada espécie nativa brasileira, tipica de uma dada região, é levada para outra região que não é a sua original, e chegando nessa nova região se adapta como se de lá fosse.

          Um exemplo é a Pitangueira, que se adapta as mais diversas condições. Apesar de suas características de ocorrencia natural em restingas e beira mar, também produz muito bem com crescimento favorável em serras de altitude, até 1.800 metros.

          No alto da serra da mantiqueira, na região de Visconde de Mauá, a Pitangueira não ocorre naturalmente nos campos e matas da região, porém quando plantadas, nem precisam de adubação que logo iniciam o crescimento, desenvolvimento e produção de frutos e sementes. Eis a pergunta......A Pitangueira é planta nativa da região de Visconde de Mauá? o fato dela se estabilizar na região da a ela o titulo de nativa daquela região? Se enquadra no rol das espécies de interesse para as relações intrínsicas que ocorre no ambiente?

           O entendimento prévio é que a pitangueira e tão exótica para a região de Visconde de Mauá quanto a Laranjeira que é nativa da India e sudeste do Himalaia. O que difere as duas são a distância de onde elas vieram, pois as laranjeiras se adaptam a região tão bem quanto as pitangueiras... Então eu pergunto... A Laranja é nativa brasileira?

          Em questões de discussões para a aplicação das leis a fim de obrigar o infrator ambiental, a plantar espécies nativas, o poder público fica sem meios de definir quais são essas nativas. Se o poder público entender que Pitanga é nativa de Visconde de Mauá por questões de adaptação, então a laranja, pera, abacate entre outras nativas de outros paises também deveriam ser consideradas, isto por dedução, pois tanto uma quanto a outra irá proporcionar frutos e outros atributos que poderão ser mais ou menos influênciaveis nas comunidades originais. 

          A questão é um pouco mais complexa pois, nem sempre uma espécie nativa de uma região significa que ela seja nativa de qualquer lugar existente dentro daquela região. Ex: O Araçá do brejo, árvore da familia das myrtaceae, ocorre preferencialmente na região de mauá em locais brejosos, o que significa que se a pessoa plantar araçá no alto da montanha onde o solo é seco, o Araçá passará a ser uma planta exotica naquele ambiente, pois não condiz com os aspectos fisiológicos de seu habitat natural. 

          Uma árvore nativa, possui a qualidade de servir a natureza como um todo, ciclo das águas, nichos ecológicos, alimentação da avi-fauna entre outros, quando uma espécie não atende nenhuma dessas funções, desconfie dela, pois esta sim está muito próxima daquilo que penso ser uma planta exótica.

          O conceito de árvore nativa deve estar atrelado também não só quanto a qualidade da espécie, mas também a quantidade de indivíduos daquela espécie em determinada área. 

          Ex;  O Jequitiba Branco é planta nativa da região de Visconde de Mauá, encontrada principalmente nas encostas úmidas margens de córregos e rios, porém a sua ocorrência não é linear. Não chega a formar grupos. Sua ocorrência básica é de indivíduos distânciados.

Neste contexto imaginemos uma recomposição acontecendo nesta região onde levando em consideração o fato do jequitibá ser nativo da região utilizou-se cerca de 100 individuos desta espécie em uma área de 10 mil metros quadrados. Nosso entendimento é que esta floresta possui características exóticas pois não foi levado em consideração a ocorrência natural das espécies e sua distribuição no tempo e espaço..

           Por fim devo sinalizar meu posicionamento em que coaduno com a posição do Eng. Florestal e Eng. de Segurança do Trabalho Sr. Abelardo Silva dos Santos onde o mesmo define plana nativa como "aquela que nasce naturalmente no local, sem intervenção alguma por parte do homem".


Por ocasião de plantio de floresta utilizando árvores nativas da região, estas já não se enquadram em nosso entendimento pois apesar de planta que ocorre naturalmente na região a mesma está sendo levada de um local para outro.

 

Em breve, conceituaremos novas propostas para definição das espécies florestais. aguardem.

 

Luciano Moreira Jardim

Eng. Florestal.

questionamentos podem enviar para: [email protected] 

          




Comentários deixe um comentário


Página Anterior | Página 4 de 5 | Próxima Página