Criar um Blog
Gerenciar um Blog
Visitar Próximo Blog
Denuncie

JESUS É O REI DA GLÓRIA

Palavra do Dia com George Barros


 

 

Leitura:  1 Samuel 1.1-18

Texto:  1 Samuel 1.9-11

 

Amados irmãos no Senhor Jesus Cristo.

Quem nunca ficou angustiado na vida? Quem nunca passou por dificuldades que pareciam não ter fim? Quem nunca sofreu? Creio que todos nós já sofremos na vida de uma forma ou de outra. Mas o que fazemos quando estamos sofrendo? Onde buscamos forças para suportar as angústias? Parece que a nossa tendência – como seres humanos pecaminosos – é buscarmos ajuda no mundo. Parece que queremos resolver nossas angústias com aquilo que o mundo oferece e nos esquecemos de buscar a Deus nesses momentos difíceis de nossa vida. Esquecemos que no céu existe um Deus bondoso que está disposto a nos ajudar nesses momentos difíceis. Por causa de nossa rebeldia em não olharmos para Deus, não damos a devida honra a Ele em nossa vida.

 

No texto da pregação de hoje encontramos uma mulher angustiada. O que ela fez na sua angústia? Ficou desesperada e abandonou a Deus? Não, pelo contrário, ela buscou ao SENHOR em oração. Ela derramou suas lágrimas perante o trono de Deus em oração. Ela depositou sua angústia nas mãos do SENHOR. Ela honra a Deus com sua oração mesmo estando em sofrimento.

 

Com base no texto quero pregar a palavra de Deus no seguinte tema:

A oração de Ana é uma oração que busca a glória do SENHOR.

1. O Motivo da Oração de Ana.

2. O Pedido de Ana.

3. O Voto de Ana.

 

1. O Motivo da Oração de Ana.

Irmãos, o texto da pregação mostra o sofrimento de uma mulher fiel ao Senhor Deus. Uma mulher que junto com sua família servia ao Senhor. O nome dela é Ana e de seu marido Elcana. Elcana tinha outra mulher que se chamava Penina. Este homem com sua família subia de ano em ano a adorar e a sacrificar ao SENHOR dos Exércitos, em Siló (1Sm 1.3). Este homem cumpria o seu papel de cuidar de sua família como o cabeça do lar. Ele levava todos de sua casa para adorar ao SENHOR. Era uma família verdadeiramente crente no SENHOR. Era uma cena linda ver aquela família junta caminhando para adorar ao SENHOR.

 

Porém, uma das mulheres de Elcana não tinha filho porque era estéril. Ana não podia ter filho. Por essa causa a outra esposa de Elcana, sua rival, a provocava excessivamente para irritá-la, porquanto o SENHOR lhe havia cerrado a madre. Isso acontecia todas as vezes que Ana subia à Casa do SENHOR. Isso deixava Ana triste! Triste porque ela queria ser mãe. Este é o sonho de toda mulher cristã. Por causa das provocações ela chorava e não comia. Ela sabia que foi o SENHOR que a deixou estéril. Ela sabia que o SENHOR é o Deus da vida. Ela sabia que o SENHOR é aquele que pode dar vida onde há morte. Ela com certeza sabia da fé de Sara. Sara era estéril e havia morte em sua madre. Mas foi abençoada com um filho já em avançada idade. Com toda certeza também ouvira falar de Rebeca que era estéril e o SENHOR a fez fecunda dando a luz a Esaú e Jacó. Ou de Raquel, esposa de Jacó, que também era estéril e o SENHOR fez com que desse a luz a filhos. Ou podemos ainda citar a mãe de Sansão, que era estéril. Todas estas tiveram a morte retirada de suas madres, concebendo filhos. Com certeza a fé de Ana não era diferente da fé dessas mulheres. Pois Ana cria no SENHOR. A sua fé estava baseada no Deus da vida. Pois o SENHOR é Deus de vivos e não de mortos. Ele é aquele que faz surgir vida onde há morte. Ele é aquele que faz a mulher estéril dar a luz. Onde há luto faz com que haja regozijo. Por isso Ana recorre ao SENHOR.

 

O motivo da sua oração era porque estava angustiada por não conseguir ser mãe e o que faz ela recorrer ao SENHOR é a sua fé. Ela estava angustiada, muito angustiada! Isso nós percebemos no verso 15: “Eu sou mulher atribulada de espírito; não bebi nem vinho nem bebida forte; porém venho derramando a minha alma perante o SENHOR”. E também no verso 16: “porque pelo excesso da minha ansiedade e da minha aflição é que tenho falado até agora”. Estes versos deixam claro que o fato de não poder ser mãe deixava-lhe angustiada. Ela diz que está atribulada em seu espírito. Ela está inquieta por causa das provocações de sua rival. Ela estava cheia de ansiedade para ter um filho. E isto a consumia dia e noite. Mas ela sabe muito bem que foi vontade de Deus ela ser estéril. Por isso ela recorre a Deus. Na angústia, muitas vezes, os homens recorrem a sua própria força ou buscam ajuda em homens, se esquecendo do SENHOR. Ana não faz isto. Ela olha para cima onde vive o seu SENHOR, o autor da vida. Ela demonstra fé no SENHOR. Ela confessa a sua fé em Deus através de uma simples oração. Mas uma oração cheia de confiança nas promessas do SENHOR. Como diz o Salmo 4.1: “na angústia, me tens aliviado”.

 

O cristão na angústia não pode fazer outra coisa a não ser buscar ao SENHOR em oração. Nós não encontramos apenas Ana buscando ao SENHOR quando estava sofrendo. Encontramos muitos crentes fazendo o mesmo caminho de Ana. Eles oram ao SENHOR da sua vida. Nós encontramos essas orações principalmente nos Salmos. O Salmo 18.6 diz: “Na minha angústia, invoquei o SENHOR, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos”. Deus é aquele que ouve as orações dos seus filhos. Ele inclina os ouvidos para nos escutar quando clamamos com fé em suas promessas. O Salmo 25.17 diz: “Alivia-me as tribulações do coração; tira-me das minhas angústias”. O SENHOR alivia a alma daqueles que estão angustiados. Por isso os verdadeiros crentes podiam dizer: “em ti, SENHOR, me refugio” (Sl 31.1). A oração, por assim dizer, é o fôlego da alma do filho de Deus. Sem oração não há comunhão com Deus. Pois quem ora confia no SENHOR e nas suas promessas. A oração traz alívio para a alma abatida, sofrida e angustiada. O verso 18 de 1 Samuel 1 diz: “Assim, a mulher [Ana] se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste”. Assim como a oração deixou Ana feliz, assim a oração deixa os filhos de Deus felizes. Veja que Ana está feliz independente se vai ou não receber a graça de ser mãe. Mas apenas o fato de orar com fé e confiança de que Deus ouviu a sua oração, já a deixou com a face feliz. Assim deve ser a oração em nossa vida. Ela deve trazer refrigério.

 

2. O Pedido de Ana.

Irmãos, a oração de Ana é um incentivo para todos os verdadeiros filhos de Deus. Pois mostra como uma serva do SENHOR angustiada ora com fé na sua aflição. Como ela buscou o SENHOR no momento difícil de sua vida. Isso nos envergonha quando não fazemos o mesmo que Ana fez; quando não nos submetemos ao senhorio do SENHOR de nossa vida; quando queremos viver somente para nós mesmos e resolver tudo sem Deus em nossa vida. Ana mostrou confiança no SENHOR. Essa confiança não era porque ela sabia que iria ser atendida. Pelo contrário, ela sabia que Deus a ouviu, mas isso não garantia que Deus ia atender ao seu pedido. Pois Ele sabe mais do que qualquer um de nós o que é melhor para nossas vidas. Mas qual foi o pedido de Ana? Ela pediu a graça de Deus de ser mãe. Ser mãe é uma dádiva do SENHOR. O Salmo 127.3 diz: “Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão”. Ser pai ou mãe é um grande privilégio recebido da parte do SENHOR. Também é uma grande responsabilidade. Porque os filhos são a herança do próprio SENHOR. Deus é quem forma as crianças no ventre materno e as dá como herança aos pais. Em outras palavras, podemos dizer que é uma prova do amor de Deus na vida dos homens. E essas crianças devem apontar para Deus como o criador delas. Os pais devem observar isto em seus filhos e saber que os seus filhos são um presente de Deus para eles cuidarem com todo amor.

 

Mas, será que o pedido de Ana não foi um pedido egoísta? Vejam no verso 11 o pedido de Ana. Ela ora dizendo: “SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha”. O que chama a nossa atenção no pedido de Ana? Ela não é mãe e pede a dádiva de ser mãe. Mas veja que o pedido dela é um pedido de alguém que se importa com a Igreja de Deus no Antigo Testamento. Ela quer ser mãe, mas quer ser mãe contribuindo para o bem do povo de Deus. O pedido dela é especifico. Ela não apenas pede para ser mãe. Ela quer ser mãe de um filho do sexo masculino. Ela diz: “SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres UM FILHO VARÃO”. Por que ela não pediu simplesmente para ser mãe? Porque ela quer ser usada para o bem do povo de Deus. Porque quando olhamos o contexto em que Ana viveu, vamos entender o porquê desse pedido.

 

Irmãos, o povo de Deus estava em uma situação moral e espiritual muito baixa. O sacerdote Eli não exercia seu papel de sacerdote de uma maneira que agradava a Deus. Uma prova disso é que ele considerou Ana como uma bêbada quando ela estava orando. Ele também não educou seus filhos no caminho do Senhor. Seus filhos eram descrentes e não tinham o mínimo de temor a Deus. Por causa disso o povo vivia numa época sombria, por assim dizer, pois não viam espiritualidade em seus líderes. Não viam seus lideres servindo com amor ao SENHOR. Isso levou o povo a viver de maneira lamentável perante o SENHOR. E Ana, vendo toda esta decadência espiritual no sacerdócio e no povo, faz um pedido em que coloca em primeiro lugar o reino de Deus. Ela não pede uma menina, mas um menino. Ela quer um menino para que ele sirva ao SENHOR em um dos ofícios de profeta e sacerdote. Ela não esperava que seu filho fosse o Messias, mas queria que ele trabalhasse como precursor do Messias. Alguém que poderia servir no tabernáculo do SENHOR. Ela viu o sacerdócio corrompido. Ela viu os filhos de Eli pervertendo os sacrifícios e vivendo em imoralidade. Ela pede para ser abençoada com uma criança, mas uma criança que seja do sexo masculino. Esse pedido mostra o amor de uma filha de Deus por sua igreja. Mostra como um verdadeiro cristão tem que agir. Ele coloca todos os seus desejos e planos debaixo da vontade de Deus. Ana queria ser abençoada, mas não queria ser abençoada sem se importar pelo povo de Deus. Será que nós oramos como Ana? Será que nossas orações são para o crescimento e fortalecimento da igreja de Cristo? Ou será que só pensamos em nós mesmos quando oramos?

 

Prestem atenção que o pedido de Ana foi um pedido de sacrifício espiritual. Não foi um pedido fácil. Ela fez um voto ou juramento ao SENHOR quando pediu um filho varão. Isso vamos ver no terceiro ponto.

 

3. O Voto de Ana.

Irmãos, até que ponto nós cumprimos as nossas promessas ao SENHOR? Será que somos fiéis em cumprir aquilo que prometemos ao SENHOR? Ana fez um pedido a Deus. Ela queria ser mãe de um menino. Ela queria que ele servisse no tabernáculo do SENHOR. Para mostrar sua fé e confiança em Deus, Ana faz um voto ao SENHOR. O verso 11 diz: “SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha”. Ela diz que dará ao SENHOR o seu filho por todos os dias de sua vida! Como podemos entender este voto de Ana? Será que foi um voto precipitado?

 

Não, não foi um voto precipitado. Foi um voto de alguém que ama ao seu SENHOR. Ela prometeu devolver ao SENHOR se ela recebesse a bênção de mãe. Ela consagrou o seu filho ao SENHOR. Ele seria um nazireu ao SENHOR. Ou seja, ele dedicaria toda a sua vida ao serviço do SENHOR. Quantos de nós estamos dispostos a consagrar nossos filhos ao SENHOR?

 

Parece que não são muitos que querem consagrar seus filhos ao SENHOR, porque consagrar o filho ou filha ao SENHOR é separá-lo para servir ao SENHOR. Mas muitos pais não fazem isso com seus filhos. Não ensinam seus filhos a serem separados do mundo e do pecado. O que vemos – infelizmente até dentro da nossa igreja – são pais que não se preocupam com o destino eterno de seus filhos. Que não cumprem seus votos feitos no batismo de educar seus filhos no caminho do SENHOR. Preferem ver seus filhos viverem como descrentes; sem conhecimento de Deus e da sua palavra; filhos desobedientes; filhos que não oram ao Senhor Jesus Cristo e nem têm a mínima vontade de vir a igreja. Quão grande sacrifício fez Ana! Ela fez um voto ao SENHOR de dar seu único filho a Deus, se viesse a ser mãe. Ela estava disposta a ver seu filho uma vez por ano. Mas queria que ele servisse ao SENHOR durante toda a sua vida. Queria que ele fosse um nazireu, ou seja, consagrado ao SENHOR.

 

Será que você é um nazireu do SENHOR? Será que sua vida é consagrada ao SENHOR? Como você pode saber se é um nazireu? Vivendo para Deus somente. Desprezando o mundo e buscando o reino do Senhor Jesus. Jesus Cristo foi um nazireu, pois Ele foi consagrado ao SENHOR durante a sua vida. E a sua vida mostra que Ele glorificou a Deus sendo fiel até a morte e morte de cruz.

 

Irmãos, que tenhamos a mesma fé de Ana. Que sua fé possa nos inspirar a sermos fiéis ao Senhor Jesus Cristo. Que possamos clamar ao Senhor Jesus na angústia.

 

Amém.

ESTÁ CHEGANDO A HORA JESUS ESTÁ VOLTANDO

 

  Palavra de Deus revelada por George

 

                                 O ARREBATAMENTO

 

Texto: João 14:1-3

Este texto é a primeira referencia de arrebatamento no NT aqui Jesus fala sobre sua ascensão e também da sua volta nas nuvens para buscar os seus discípulos e leva-los junto com Ele. Dando inicio aos que os teólogos chamam de doutrina do arrebatamento; doutrina defendida e aplicada pelo apóstolo Paulo em suas epístolas.

 

Lembrando que o Arrebatamento e o Dia do Senhor são fatos diferentes, pois é necessário primeiro acontecer o arrebatamento para que o Dia do Senhor chegue.

O arrebatamento da igreja será o ponto de partida para o Dia de Cristo, pois o elemento impedidor da revelação do anti-Cristo, que habita na Igreja de Jesus não estará mais aqui 2Ts 2:1-8 E também é necessário que a luz presente nos filhos de Deus saia para que as trevas possam reinar.


 O Espírito Santo Será Retirado da Terra?

(O Espírito Santo não será retirado da Terra: Ele não restringirá mais a iniquidade neste período, pois não haverá mais pessoas orando nesse sentido. Se o Espírito Santo fosse tirado quem ia ter o poder de convencer o homem do pecado da justiça e do juízo para que possa aceitar a Cristo)

 

As pessoas deixadas para trás agirão como bem entenderem, pois a luz já não estará aqui para expor sua impiedade. Tudo o que vier de Deus será aniquilado. O anti-Cristo haverá de cumprir suas intenções sem qualquer restrição, pois a Igreja já terá partido”Arno Froese.


1-Como será? – I Ts 4:14-17 / I Co 15:51-52

  

O arrebatamento será (um rapto, um erguimento corporal dos que estiverem na Terra, vivos ou mortos, seguido do encontro do Senhor nos ares, e seu retorno triunfal ao céu) John F. Walvoord.


Os mortos em Cristo ressuscitarão e serão arrebatados primeiramente.

Os vivos serão levados sem passar pela morte teremos um corpo transformado em glória para poder entrar no céu.

 

As principais Ressurreições

A ressurreição de Cristo Mt 28:1-7

A ressurreição de alguns santos na época da morte e ressurreição de Cristo Mt 27:50-53

A ressurreição por ocasião do arrebatamento da igreja I Co 15:51-58

A ressurreição das duas testemunhas na tribulação Ap 11:3-13

A ressurreição dos santos do antigo testamento Is 26:19-21

A ressurreição dos santos na Grande Tribulação Ap 20:4-6

A ressurreição dos ímpios no final dos tempos Ap 20:11-15

 

Todos nós teremos um corpo revestido de incorruptibilidade não estaremos mais sujeitos a degeneração do tempo nem sujeitos as doenças, dores, seremos imortais como Deus.

O arrebatamento será a grande vitória contra a morte e a sepultura cumprindo-se o que esta escrito em: I Co 15:54-55.

  

2-Quem fará Parte do arrebatamento?













 

 

1 – Aqueles que estarão esperando o arrebatamento Cl 3:1-4

2 – Quem estiver vigiando Lc 12:35-38 (NVI / NTLH)

 

3-Quando acontecerá?  - I Co 15:51-52 / At 1:7 

Ninguém sabe a data não existe qualquer evento cataclísmico que antecede o arrebatamento e nenhuma profecia bíblica sobre quando será. Temos que estar sempre preparados, pois a qualquer momento pode acontecer.

 

I Ts 5:6-8  Pelo fato de os crentes estarem cientes, não deveria dormir, mas vigiar e ser sóbrios. Em contraste com o mundo que afoga suas magoas na bebida, os crentes deveriam ser sóbrios revestindo-se da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação. “Versículo Interpretado por John F. Walvoord.”

 

I Ts 5: 9-11 Nós os crentes devemos esperar a nossa salvação no arrebatamento, pois Deus não nos chamou para participarmos da sua ira, mas sim para estarmos vivos com Ele seja depois da morte física ou em vida pelo arrebatamento.

 

Não perca tempo não espere amanhã para tomar uma decisão por Cristo viva Cristo agora na sua vida o aceite verdadeiramente em seu coração, pois não sabemos quando será o fim ou quando vamos morrer.

O tempo da decisão é hoje o tempo da vigilância é hoje; vamos correr a corrida que nos foi proposta por Paulo rumo ao prêmio da soberana vocação que é Jesus a salvação. (Grifo)


Digo-lhes que agora é o tempo favorável, agora é o dia da salvação. 2Co 6:2b (NVI)  

Palavra do Dia com George Barros

 

Salmos 27!!!!!!!!

 

O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei? Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, investiram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram. Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria; ainda que a guerra se levantasse contra mim, nele confiaria.

Uma coisa pedi ao Senhor e a buscarei: que possa morar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor e aprender no seu templo. Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha. Também a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão ao redor de mim; pelo que oferecerei sacrifício de júbilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao SENHOR.

Ouve, Senhor, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim e responde-me.

Quando tu disseste: Buscai meu rosto, o meu coração te disse a ti: O teu rosto, SENHOR, buscarei. Não escondas de mim a tua face e não rejeites ao teu servo com ira; tu foste a minha ajuda; não me deixes, nem me desampares, ó Deus da minha salvação. Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.

Ensina-me, Senhor, o teu caminho e guia-me pela vereda direita, por causa dos que me andam espiando. Não me entregues à vontade dos meus adversários, pois se levantaram falsas testemunhas contra mim, e os que respiram crueldade. Pereceria sem dúvida, se não cresse que veria os bens do Senhor na terra dos viventes.

Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no SENHOR.



REVELAÇÃO



Acho que depois desse Salmos 27, não preciso dizer mais nada, há não ser que confiemos no Senhor todos os dias. Que precisemos morar com Ele, viver com Ele, conviver com Ele diariamente. Que nunca mais nos afastemos dEle. Deus satisfaz nossa necessidade quando habitamos com Ele. Davi nesse Salmo desejava morar com o Pai, não apenas ouvir um louvor com Ele, conversar com Ele, rir com Ele, comer com Ele, Davi queria morar com o Senhor. Que hoje o desejo de Davi possa ser o nosso tbem... Que possamos morar com o Senhor, viver pra sempre com Ele. E poder descansar nEle sempre.

Palavra do Dia com George Barros

           PALAVRA DE DEUS  REVELADA POR GEORGE 

 

                                                                  A inveja de Saul

1SAMUEL 18.6-16
Quando os soldados estavam voltando para casa depois de Davi ter matado Golias, as mulheres de todas as cidades de Israel saíram para encontrar o rei Saul. Elas cantavam canções alegres, dançavam e tocavam pandeiro e lira. Alegravam-se e cantavam assim: "Saul matou mil; Davi matou dez mil!" E Saul não gostou disso. Ficou muito zangado e disse: — Para mim as mulheres deram mil, mas para Davi deram dez mil. A única coisa que está faltando agora é ele ser rei! E desse dia em diante Saul começou a ter ciúme de Davi e a desconfiar dele. No dia seguinte, um espírito mau mandado por Deus dominou Saul, e ele começou a agir como louco dentro de casa. Davi estava tocando lira, como fazia todos os dias, e Saul estava segurando uma lança. Então Saul pensou assim: — Vou espetar Davi na parede. E atirou a lança contra ele, duas vezes. Porém nas duas vezes Davi se desviou. O SENHOR estava com Davi e havia abandonado Saul; por isso, Saul tinha medo de Davi. Então Saul o afastou de si, pondo-o como oficial comandante de mil homens. Davi comandava os seus soldados na batalha, e tudo o que fazia dava certo, pois o SENHOR estava com ele. Saul viu o sucesso de Davi e ficou ainda com mais medo dele. Mas em Israel e em Judá todos amavam Davi porque ele era um líder corajoso.

                        REVELAÇÃO


    " NÃO FIQUEM IRRITADOS UNS COM OS OUTROS E PERDOEM UNS AOS OUTROS,ASSIM COMO DEUS, POR MEIO DE CRISTO,PERDOOU VOCÊS.

                                                                  1 SAMUEL 8 - 10

                      ASS: GEORGE BARROS VIDAL

 

 

JESUS ESTÁ VOLTANDO

PALAVRA DO GEORGE

Quem é Jesus Cristo pra você? Essa pergunta pode parecer estranha, mas não existe um tema tão atual em nossos dias quanto esse!

.::. As igrejas falam de Jesus. A mídia fala de Jesus. Pessoas falam de Jesus. Cartazes, internet, televisão. Nunca o Evangelho da Salvação foi tão propagado pelo mundo, de forma tão efetiva e veloz. Mas as pessoas se prendem, muitas vezes, a uma idéia equivocada do Senhor Jesus, o Todo – Poderoso, o Rei dos reis e Senhor dos senhores. Enfim, quem Jesus Cristo realmente é?!

.::. Muitos pensam que Jesus é um “gênio da lâmpada”, ao qual levamos até Ele pedidos para a pura satisfação de necessidades pessoais. Outros crucificam Jesus até hoje, e O exibem pendurado no madeiro, com seu corpo totalmente dilacerado e prostrado. Outros sabem que Jesus é o Filho do Deus Vivo, que morreu em uma cruz para nos purificar e redimir de nossos pecados e… apenas isso. Existem outros ainda que vão além um pouco. Crêem realmente no Jesus ressuscitado e vivo, mas que não é um Jesus atuante, poderoso, no sentido de continuar fazendo sinais e maravilhas, curas e milagres, ainda hoje! Ou seja, um Jesus sem poder ou limitado! E mais, existem aqueles que aceitam a idéia de um Jesus “coitadinho”, que sofreu tanto, mas tanto, que temos que nos penalizar por Ele pelo resto de nossas vidas, até mesmo cometendo atrocidades contra o nosso próprio corpo físico e castigando nossa alma.

.::. Enfim, existem tantos “jesuses” que é até mesmo complicado enumerá-lo!

.::. Mas Deus é UM! Jesus Cristo é UM! E o Espírito Santo de Deus é UM! Antes que houvesse luz, Deus é! Antes da criação do mundo, serafins e querubins já adoravam ao único que é digno de toda honra, todo louvor, todo poder e toda a glória! E O adoravam e O adoram com perfeito louvor! “Santo, Santo, Santo é o nosso Deus!” Nosso Deus é um Deus poderoso!

.::. Você pode estar lendo esse artigo e sua idéia sobre Jesus se enquadra em uma daquelas enumeradas acima, ou em duas, ou em três talvez. Talvez até mesmo em todas. Mas esse não é Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus. Ele é muito maior, muito melhor, muito mais maravilhoso do que possamos imaginar!

.::. Como assim?

.::. Temos que compreender que Jesus Cristo, sendo Deus, se fez homem sim, mas para um único propósito:

 

::: “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. ” Filipenses 2:5-11

.::. ELE é o Deus todo poderoso, que faz nova todas as coisas!

 

::: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” 2 Coríntios 5:17

.::. Ele é a água da vida:

 

::: ” E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.” João 7:37,38

 

.::. Poderíamos citar ainda diversas outros atributos de Jesus Cristo: Ele é o Pão da Vida, a Estrela da Manhã, o Leão da Tribo de Judá, O Princípio e o Fim…

 

::: “Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.” Apocalipse 1:8

.::. Mas talvez a descrição mais bela de Jesus Cristo, que demonstra quem realmente Ele É, está descrito nesse mesmo capítulo de Apocalipse, à partir do versículo 11:

 

::: “ … Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro; e o que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Esmirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardes, e a Filadélfia, e a Laodicéia. E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro; E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro. E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo; E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas. E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece. E eu, quando vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último; E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno.”

.::. Esse é o nosso Jesus! Um Jesus poderoso, glorificado, vivo, que tem poder e que acima de tudo te ama muito!

.::. Meu amado, a cruz está vazia! A sepultura está vazia!

.:: Jesus, quando na forma humana, curava enfermos, acabava com velórios ao ressuscitar mortos, fazia grandes sinais e maravilhas no meio do povo! João, ao contemplar a glória de Jesus Cristo, o Rei dos reis, caiu como morto, porque nenhuma carne se gloriará diante Dele! Ele é o Deus Todo – Poderoso, que veio trazer vida, e vida com abundância aos seus filhos.

 

.::. Deus não muda! Ele é o mesmo ontem, hoje e O será eternamente!

 

::: “Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” Malaquias 3:6

 

::: “Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque Tu Me amaste antes da fundação do mundo.“ João 17:24

 

::: “O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós;” 1 Pedro 1:20

.::. Minha oração é que você reconheça esse Jesus Cristo, não como o coitadinho, o “gênio da lâmpada”, como um simples profeta, ou ainda um homem ferido preso à uma cruz. Ele é vitorioso! Ele venceu a morte! Reconheça-O como aquele que faz nova todas coisas! Minha oração é que este artigo alcance sua vida, e que você venha a se arrepender dos seus pecados, pois é chegado até você o Reino de Deus! Viva para esse Jesus! Entregue-se à Ele! Viva por Ele! Mas também, morra para Ele! Permita que Jesus Cristo, o Filho do Deus vivo, preencha sua vida com o Espírito Santo de Deus!

.::. Você que deseja aceitá-Lo como Senhor e Salvador de sua vida, faça essa oração comigo:

::: Senhor Jesus, neste instante, arrependo-me de todos os pecados que cometi contra o Senhor e contra meus irmãos, inclusive aqueles que nem me lembro mais. Reconheço que sou pecador e estou destituído de Sua Glória. Por isso, Pai, como uma criança que precisa de seus pais para sobreviver, eu preciso do Seu Espírito Santo na minha vida para que possa ter vida, e vida com abundância. Escreve o meu nome do Livro da Vida, pois eu o aceito agora como único e suficiente Senhor e Salvador da minha vida, por meio do Seu precioso sangue, derramado por mim, na cruz do Calvário. Pai, recebe a minha vida e o meu coração. tudo aquilo que tenho, e tudo aquilo que sou, entrego a Ti agora, em nome de Jesus Cristo. Muito obrigado por tudo. Graças de dou, oh Pai, em nome de Jesus Cristo! Amém!