Criar um Blog
Gerenciar um Blog
Visitar Próximo Blog
Denuncie

BLOG DOS ALUNOS DE HISTÓRIA DA TURMA HTN7, DO CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE, UNI-BH, 1º SEMESTRE DE 2010

27/6/2010 - A História do surgimento do telefone, no mundo e no

A História do surgimento do telefone, no mundo e no Brasil

 

*Cristiane de Araújo Procópio

Fabiana Geralda Gonçalves

Guilherme de Matos Rajão

Silvana Campos de Almeida

 

 

Resumo: No século XIX surge uma nova técnica de comunicação, denominada telefone. Esta invenção engloba muitas polêmicas com relação ao mentor desta obra. Dentro desta disputa estão o italiano Antonio Santi Giuseppe Meucci e o escocês Alexander Graham Bell. Após a finalização da invenção, foi possível realizar contatos com pessoas que se localizavam em diferentes localidades.  A vinda do telefone para o Brasil foi proporcionada pelo então Imperador do Brasil, D. Pedro II. Esta invenção se renovou durante todos estes anos e ainda se apresenta como um objeto desejado por muitas pessoas de todas as partes do mundo.

 

Palavras-chaves: Telefone, tecnologia, história

 

No presente artigo, temos como objetivo tratar sobre a história do telefone, que se encontra dentro das grandes descobertas e experiências que o homem realizou durante séculos. O surgimento desta nova técnica de comunicação se deu no século XIX, com o intuito de encurtar distâncias que na época eram realizadas por um telégrafo, mensagens enviadas através de telegramas.

Existem muitas polêmicas em relação a quem realmente inventou o telefone. Nesta disputa está Antonio Meucci, que demonstrou a sua invenção publicamente em 1860 e teve sua descrição publicada no Jornal de Língua Italiana de Nova Iorque. Porém a atribuição é dada para Alexander Graham Bell.

 

 

* Alunos de graduação em História pelo Centro Universitário de Belo Horizonte – Uni-bh.

Alexander Graham Bell, em 1873 e 1874, realizou experimentos para que pudesse enviar notas musicais utilizando a eletricidade. Acreditando que se fosse possível transmitir notas musicais seria também provável transmitir a voz das pessoas. Junto com ele trabalhou Elisha Gray, um especialista em eletricidade e era também um dos fundadores da empresa de telégrafos “Weslem Eletric Company”. Acreditava Gray que utilizando as freqüências distintas seria possível transmitir entre 30 e 40 mensagens simultaneamente através de uma única linha telegráfica, assim substituiria as inúmeras linhas existentes entre as cidades, trazendo uma grande economia. Apesar de Gray e Bell trabalharem na mesma perspectiva, estavam trabalhando independente um do outro para concorrer o pioneirismo.

Para prosseguir com seu projeto, Bell procura financiadores, utilizando os argumentos de que sua pesquisa traria frutos financeiros. Após ter conseguido os seus fornecedores, Bell em 1875 cria a empresa Bell Patent Association. Na tarde do dia 2 de Junho de 1875, com seu assistente Thomas Watson, Bell realiza uma experiência para verificar o funcionamento do “telegrafo harmônico”, como era chamado. Assim cada um foi para uma sala no sótão da oficina. O assistente em uma delas ligava os diversos eletroímãs, enquanto Bell em outra sala observava o comportamento dos eletroímãs de seu aparelho que deveria vibrar estimulado pelo aparelho do seu assistente.

Ainda no mesmo ano, o assistente Watson, com a solicitação de Bell, constrói um novo aparelho adaptando um dos antigos dispositivos. Devido ao formato da estrutura, esse dispositivo recebeu o apelido de “telefone da forca”.

Em setembro de 1875 no Canadá, Bell trabalha na redação do pedido de patente do seu invento, que seria um aparelho de transmissão elétrica de voz. Ao voltar para Boston, Bell com urgência em patentear seu invento, mesmo antes de funcionar perfeitamente, redige a versão final do seu pedido. E em 14 de fevereiro de 1876, foi levada para Washington a sua solicitação de patentear, por causa de uma diferença de duas horas, Bell foi considerado o inventor do telefone, pois Gray chegou ao Escritório duas horas depois.

Em meados de Março de 1876, Bell consegue finalizar sua invenção, realizando a primeira ligação interurbana do mundo em 26 de novembro daquele ano, realizando uma ligação de 25 quilômetros.

Logo em seguida, em Boston foi organizada a primeira Empresa Telefônica do mundo, chamada de Bell Telephíne Company, tendo 800 telefones. Depois de organizada esta empresa, foram instaladas as primeiras redes telefônicas em Nova Iorque, Filadélfia, Denver, Chicago, São Francisco e em outras cidades dos Estados Unidos. Com isso, o telefone rapidamente se espalhou por todo o mundo, e as cidades, em constante crescimento, se deslumbravam com a facilidade da comunicação e com o encurtamento das distâncias proporcionadas pelo novo aparelho.

Em Maio de 1876, Bell levou o telefone para a Exposição Internacional comemorativa o Centenário da Independência Americana na Filadélfia. Estava presente o Imperador D. Pedro II, que participava da Exposição. O que se falam do encontro de Granham Bell e o Imperador do Brasil foi que  Bell estendeu um fio de um canto a outro da sala, e dirigiu-se ao transmissor, colocando D. Pedro II na outra extremidade e assim realizando uma experiência juntamente com o Imperador do Brasil.

D. Pedro II, após ter visto de perto o avanço para a comunicação, constrói no ano de 1879 no Rio de Janeiro, o primeiro telefone nas oficinas da Western and Brazilian Telegraph Company, instalado no Palácio de São Cristóvão. D. Pedro II acreditava que instalando o telefone no Brasil estaria realizando um importante projeto, dentro da sua intenção de modernização do Brasil. O intuito da instalação das linhas telefônicas no Império brasileiro era de uma necessidade política de ligação entre o Imperador e os órgãos militares, corpo de bombeiro, além do status que iriam adquirir.

A introdução da linha telefone trouxe para o Brasil um melhoramento na área econômica, pois através do telefone foi possível uma comunicação eficiente com os outros locais para o tratamento comercial, como relata a autora Vanda Uega em seu artigo publicado para a Revista Eletrônica de Geografia y Ciências Sociales da Universidade de Barcelona em 1999.

 

O desenvolvimento das linhas telefônicas no Brasil aconteceu rapidamente e em agosto de 1878 vai ocorrer a primeira ligação interurbana em território brasileiro, quando Morris Kohn (engenheiro da corte) ficou conectado à Estação de Ferro Paulista, em Campinas, e à Estação Inglesa, em São Paulo. Com a expansão cafeeira no interior paulista, novas formas de transportes e comunicação eram necessárias. Os senhores de café necessitavam de um meio de comunicação que fosse eficiente, pois tinham suas residências no interior do estado e realizavam negócios com as cidades de São Paulo, Santos e principalmente com a capital  federal.

 

            No Rio de Janeiro em 1883, já existiam cinco estações que possuíam cerca de 1000 assinantes cada uma, e no final daquele ano a linha interurbana ligando o Rio de Janeiro à cidade de Petrópolis ficava pronta. No início da década de 90 foi inaugurada a ligação nacional entre o Rio de Janeiro e Niterói. A partir de então o telefone ganha grande avanço por todo território nacional, espalhando-se pelo Brasil em 1922 as centrais automáticas, na qual Rio Grande do Sul e Pernambuco foram os primeiros que receberam as centrais automáticas.

            Em 1923 a Companhia Telefônica Brasileira foi instalada em São Paulo, sendo a primeira central automática do País, com uma novidade: dispensava a telefonista. Já em 1956 a Companhia Telefônica Brasileira foi nacionalizada, tendo sua sede no Rio de Janeiro ligada diretamente com São Paulo. Neste período surge a introdução do sistema de micro-ondas e de discagem DDD (Discagem Direta a Distancia).

            A Embratel (Empresa Brasileira de Telecomunicações) foi criada em 1962 com o objetivo de construir o sistema nacional de telecomunicações e também o de explorar as telecomunicações de âmbito internacional e interestadual. Após o Golpe militar de 1964, foi criado o Ministério de Comunicações, por causa das grandes tensões sociais sofridas por causa do Golpe.

            Aos poucos esse tipo de comunicação foi tomando sua forma mais adequada, mais precisa de funcionamento, hoje em dia é difícil pensarmos a vida sem o telefone.

Com o aperfeiçoamento de seu funcionamento, os japoneses inventaram os aparelhos móveis, os celulares, que entraram em funcionamento em 1978, mas no Brasil essa tecnologia somente chegou por volta dos anos 90. Depois desses, o sistema de telecomunicações cresceu fortemente, chegando às grandes redes de comunicação mundial, a internet.

CONCLUSÕES:

 

Cada tecnologia modifica algumas extensões da nossa inter-relação com o mundo, da percepção da realidade, da interação com o tempo e o espaço. Antigamente o telefone interurbano, por ser caro e demorado, era usado para casos extremos.

A nossa expectativa em relação ao interurbano se limitava a casos de urgência, economizando telegraficamente o tempo de conexão. Com o barateamento das chamadas, falar para outro estado ou país vai tornando-se mais habitual, e ao acrescentar o fax ao telefone, podemos enviar e receber também textos e desenhos de forma instantânea

O telefone contribuiu para encurtar distâncias, suplantando o papel que anteriormente era exercido pelo telégrafo. A disseminação desse objeto abriu oportunidades inéditas de diálogo entre indivíduos de diferentes localidades. A invenção deste meio de comunicação é indiscutivelmente um produto que criou diferentes formas de interação na contemporaneidade.

Resgatar a história do telefone é trazer à luz um experimento que ultrapassou um século, conseguindo se renovar de acordo com as necessidades dos indivíduos.

 

REFERÊNCIAS

 

http://iecom.dee.ufcg.edu.br/~museudofuturo/modules/mastop_publish/?tac=33

 

http://www.buscalegis.ufsc.br/revi. php/buscalegis/article/viewFile/24191/23754

 


<- Última Página :: Próxima Página ->

Sobre Mim

ESTE BLOG E OS ARTIGOS E TRABALHOS POSTADOS NELE, TEM POR FINALIDADE O CUMPRIMENTO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA DISCIPLINA PROGRAMA DE AÇÃO SOCIAL II REALIZADA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2010, NO TURNO DA NOITE, COORDENADA PELO PROFESSOR CLAUDIO MONTEIRO.

«  September 2014  »
MonTueWedThuFriSatSun
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930 

Links

Home
Perfil
Arquivos
Amigos
Email
UNI-BH

Amigos