Criar um Blog
Gerenciar um Blog
Visitar Próximo Blog
Denuncie

A Verdade Sobre Ellen G. White

Entrevista Com EX-Adventista

10:37 PM, 19/6/2010 .. 0 comentários .. Link

Entrevista com EX-ADVENTISTA

 

A Entrevistada – irmã Juliana – foi por muitos anos adventista do sétimo dia. Renunciou o adventismo e nos procurou para dar uma entrevista sobre os ensinos principais do adventismo, de certo modo ignorado por grande parte dos evangélicos.



1. Dê seus dados pessoais, nome, data de nascimento, naturalidade, etc.



R: Meu nome é Juliana Fragetti Ribeiro Lima, nasci em 16 de Fevereiro de 1972, sou natural de São Paulo e tenho 31 anos, moro em São Paulo e sou ceramista.



2. Nasceu em família adventista ou se tornou adventista mais tarde?




R: Eu me tornei adventista aos 15 anos. Me envolvi com o adventismo por causa da doença da minha avó. Ela era sócia do Hospital adventista. E aí começou tudo...



3. Por quantos anos esteve envolvida com os adventistas e que tipo de adventista era?



R: Eu estive envolvida com o adventismo por 8 anos. Era Adventista do Sétimo Dia(há ainda os reformista, os Adventistas da Reforma). Era uma pessoa praticante e extremamente zelosa quanto à doutrina.



4. Entre os evangélicos se pensa que os adventistas divergem dos evangélicos apenas no que concerne à guarda do sábado. Cite as principais doutrinas adventistas.



R: Bem, realmente se tem uma idéia falsa. A questão do sábado a meu ver, não pode ser considerada uma divergência séria, pois há denominações reconhecidamente evangélicas e que guardam o sábado... O problema são as doutrinas “chaves” do adventismo, tais como o Santuário, o Espírito de Profecia, ou o papel de Ellen White, pois é assim chamado no meio ASD, a interpretação de Apocalipse 14 em conexão com o Juízo Investigativo, Santuário, essas sim são críticas... O resto é café pequeno...



5. Gostaria de que a irmã falasse um pouco sobre a doutrina do Juízo Investigativo. É verdade que essa doutrina se originou da falsa profecia de William Miller que marcou a data da segunda vinda de Jesus, primeiro para 1843 e depois mudou para 22 de outubro de 1844?



R: Bom, não foi beeeemmmm com a pregação de Miller que isso começou. Prova é que o próprio Miller encerrou a questão depois de 1844. O problema é que um pequeno grupo não admitia a hipótese de ter havido um equívoco. E começaram a buscar uma “solução” para o enigma. E aí Hiram Edson tem a visão no milharal, de Cristo passando para o lugar Santíssimo com vestes sacerdotais... Pronto! Estava resolvido o problema. Aí eles começaram a ter mais “luz” do que seria esse juízo. E aí Ellen White desempenha um papel fundamental nisso tudo.



6. Os adventistas procuram justificar a doutrina do Juízo Investigativo com Ap 14.7 ou a chamada mensagem dos três anjos, sendo uma delas a mensagem do Juízo Investigativo. O texto em tela dá margem a essa interpretação?



R: temos que ser criteriosos quando se fala de interpretar Apocalipse. E no caso em questão, tem-se um problema: o anjo representa um mensageiro. Não está se falando de anjos literalmente fazendo isso. Até porque, Apocalipse não é um livro seqüencial... Vejamos: o capítulo 14 começa falando dos 144000. Só ai, já se percebe que se for ser seqüencial, você terá problemas. A primeira mensagem(vers. 6 e 7) nada mais é do que o anúncio do Evangelho. A segunda denuncia a queda de Babilônia, que são as seduções do mundo. Na nota de rodapé da Bíblia de Genebra lemos o seguinte sobre quem seria Babilônia: “... Portanto o simbolismo da Babilônia representa várias situações históricas, inclusive a manifestação final dessa Babilônia imediatamente anterior à Segunda Vinda” E por fim, teríamos a advertência quanto a adorar a besta. Que provavelmente é um poder estatal e opressor. Pois as várias “bestas” q vemos nas profecias sempre tiveram esse caráter, ou seja, um poder perseguidor. Portanto a segunda e a terceira seriam resultantes da primeira que é pregar o evangelho, daí a sedução de Babilônia e a perseguição. Vemos então que não há margem para se falar do Juízo Investigativo aí...



7. O Juízo Investigativo se dá com os incrédulos ou com os crentes adventistas?



R: Se dá com os adventistas. Os incrédulos ficariam para depois do milênio.



8. Ellen Gould White, conhecida profetiza do adventismo, endossou esse ensino. Qual o livro em que ela aborda esse tema?



R: Em vários. Só para citar: Cristo em Seu Santuário, O Grande Conflito, Primeiros Escritos, entre outros. Mas quase todos seus livros têm algo dessa doutrina. Nesses você encontra o “grosso”.



9. Na doutrina do Juízo Investigativo se declara que Jesus ao ascender ao céu 40 dias depois de ressuscitado permaneceu no primeiro compartimento do santuário celestial até 22 de outubro de 1844, ocasião em que passou para o segundo compartimento, ou o lugar conhecido como santo dos santos do santuário celestial. A Bíblia contesta esse ensino, pois Jesus é indicado como sumo sacerdote no livro de Hebreus em vários versículos e em 6.19-20 se lê que Jesus já havia entrado no interior do véu do santuário, que e o santo dos santos. O que diz a irmã?



R: Com certeza a Bíblia contesta veementemente esse ensino. Em Hebreus 9.12, o verbo que foi traduzido como “entrou” significa algo completado. Meu pastor leu o grego ali para mim e explicou q há no grego um passado verbal que seria algo completo. Assim é esse passado(entrou) de Hebreus 9.12. Então o autor se refere a algo consumado. Não esqueçamos q a epístola aos Hebreus foi escrita por volta do ano 64 da nossa era. Portanto se naquela época já era algo consumado, quiçá 1780 anos depois!



10. Ellen Gould White ensina que o véu do templo separava o átrio exterior do lugar santo do primeiro compartimento e não deste para o segundo compartimento chamado santo dos santos. O que diz a irmã?



R: Bem, nós podemos derrubar isso de uma forma simplória por demais.

“Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo; tremeu a terra, fenderam-se as rochas” Mt 27.51

“E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo” Mc 15.38

O interessante é que a referência de pé de página que essas duas passagens do Evangelho nos dão é Ex 26.31-33! Vamos ver ela?

“Farás um véu de estofo azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino retorcido; com querubins, o farás de obra de artista. Suspendê-lo-ás sobre quatro colunas de madeira de acácia, cobertas de ouro; os seus colchetes serão de ouro, sobre quatro bases de prata. Pendurarás o véu debaixo dos colchetes e trarás para lá a arca do Testemunho, para dentro do véu; o véu vos fará separação entre o Santo Lugar e o Santo dos Santos” Hummm... Interessante. Entre Ellen White e a Bíblia, eu fico com a Bíblia!



11. Em que ocasião terminará esse Juízo Investigativo e o que acontecerá depois?



R: Segundo crêem os ASD, o Juízo Investigativo terminará um pouquinho antes da Vinda de Cristo. Entre o fim do Juízo Investigativo e a Volta de Jesus os crentes, segundo eles, terão que ficar sem mediador. Pois Ele teria terminado a obra de mediação. Em seguida viria a Volta de Jesus.



12. Ellen Gould White ensina que purificado o santuário celestial Jesus vai colocar os pecados dos crentes adventistas sobre Satanás. Poderia citar o que ela realmente declarou sobre o assunto?



R: Sim... Vejamos então.

Visto que Satanás é o originador do pecado, o instigador direto de todos os pecados que ocasionaram a morte do Filho de Deus, exige a justiça que Satanás sofra a punição final. A obra de Cristo para a redenção dos homens e purificação do Universo da contaminação do pecado, encerrar-se-á pela remoção dos pecados do santuário celestial e deposição dos mesmos sobre Satanás, que cumprirá a pena final. (Cristo em Seu Santuário, p. 39)



Quando o sumo sacerdote, por virtude do sangue da oferta pela transgressão, removia do santuário os pecados, colocava-os sobre o bode emissário. Quando Cristo, pelo mérito de Seu próprio sangue, remover do santuário celestial os pecados de Seu povo, ao encerrar-se o Seu ministério, Ele os colocará sobre Satanás, que, na execução do juízo, deverá encarar a pena final. (Cristo em Seu Santuário, p. 96)

Durante dezoito séculos este ministério continuou no primeiro compartimento do santuário. O sangue de Cristo, oferecido em favor dos crentes arrependidos, assegurava-lhes perdão e aceitação perante o Pai; contudo, ainda permaneciam seus pecados nos livros de registro. Como no serviço típico havia uma expiação ao fim do ano, semelhantemente, antes que se complete a obra de Cristo para redenção do homem, há também uma expiação para tirar o pecado do santuário. (Grande conflito, p. 421)



Verificou-se também que, ao passo que a oferta pelo pecado apontava para Cristo como um sacrifício, e o sumo sacerdote representava a Cristo como mediador, o bode emissário tipificava Satanás, autor do pecado (Grande Conflito, p. 422)



Acho que isso serve para vermos o que ela realmente disse.






13. Esse ensino de o bode emissário do dia da expiação tipificar Satanás sobre quem será lançado os pecados dos crentes adventistas, não torna Satanás co-redentor dos que assim crêem? Isso não é heresia admitir que Satanás tem parte na redenção dos adventistas? Eles se revoltam contra essa conclusão, mas não é isso mesmo que resulta desse ensino do santuário?



R: Sim é isso mesmo. E eles não gostam que se fale nesse tom. Acham que estamos querendo ofendê-los quando falamos assim. Porém admitir que o segundo bode é Satanás é admitir que ele participa da expiação.



14. Entendemos que os dois bodes – tanto o bode expiatório como o bode emissário – ambos eram escolhidos para fazer expiação dos pecados dos israelitas (Lv 16.5,10). Pode Satanás fazer expiação de pecados ou apenas Jesus fez expiação pelos pecados. O que diz a irmã?



R: Sim, os dois bodes fazem expiação, conforme o texto citado. E só Jesus pode tipificar esses bodes porque ambos estão simbolizando e apontando para a redenção. Admitir outra coisa é descaracterizar o Cristianismo. É no mínimo uma aberração, para não dizer uma blasfêmia!



15. Os adventistas ensinam que os seus pecados só serão cancelados quando Satanás for aniquilado. Com Satanás serão cancelados os pecados dos crentes adventistas. Não é errado afirmar que se tem pecados perdoados e só depois de Satanás levar os pecados é que se tem pecados cancelados? Existe diferença entre pecados perdoados e pecados cancelados?



R: Bem, eles ensinam isso. Eles de fato crêem que nós temos uma “conta corrente” no céu... e ali ficariam registradas as nossas dívidas. Como nós(segundo eles) já fomos perdoados, alguém tem q “pagar” a dívida. E como essa dívida é o pecado e o pecado tem origem em Satanás, pensam, assim o justo é ele pagar o que nos teria feito cometer. Aí sim,o Santuário Celeste estará “purificado”! Esse é o raciocínio deles. Mas a Bíblia não faz distinção entre pecados perdoados e cancelados. Colossenses diz que o nosso “escrito de dívida” foi cancelado na cruz!



16. Como você saiu de lá?



R: Eu quando estava lá, comecei a ver esses e outros problemas. Eu não conseguia conciliar o que estava vendo nas Escrituras com o que me tinha sido ensinado. Devo dizer que a revista Defesa da Fé foi um dos meios de confronto. Na época, eu comprei a revista que falava das contradições de Ellen White só para a refutar. Aí eu me vi diante de um problema. Pois de repente eu estava vendo o que eu tinha aprendido a crer desabar. Eu já estava com problemas com o Santuário pelas razões comentadas acima, e quando tive esse confronto, aí começou o processo da minha libertação do adventismo.



17. Como foi a sua conversão, haja vista que a maioria dos ASD que sai de lá não se converte ao Evangelho?



R: Bem, depois de todo esse confronto pessoal, eu a princípio não queria saber de igreja! Em hipótese alguma. Se lá não estava certo, como outros lugares estariam? E se estivessem? Como saber?... Aí conheci Pr Joaquim de Andrade. Ele fez um discipulado muito de perto comigo quando soube que havia saído do adventismo. Era muito constante os nossos encontros. Ali eu comecei a ver que não era assim. Que eu podia conhecer de fato o Evangelho. Isso me alegrou. E na época eu fui ver algumas igrejas. E me deparei com a I. P. de Pinheiros. Lá eu comecei a ter alimento mais sólido. Ali também eu entreguei a minha vida a Cristo e fui batizada. Hoje freqüento a I. P. Ebenézer(em Santana).



Hoje como se vê, Juliana foi liberta do legalismo e convertida a Jesus Cristo. Seus planos para o futuro inclui escrever um livro sobre as principais doutrinas do adventismo.

*entrevista concedida ao pastor Natanael Rinaldi, enviada ao CACP.

 




{ Última Página } { Página 2 de 7 } { Próxima Página }

Sobre Mim

Home
Perfil
Arquivos
Amigos
Álbum de Fotos

Links


Categorias


Últimos Posts

Falar em Línguas
Entrevista Com EX-Adventista
Ellen era contra a mistura de raças??
O Sábado... deverá ser Guardado ??
Sábado x Domingo

Amigos