Criar um Blog
Gerenciar um Blog
Visitar Próximo Blog
Denuncie

Governança Corporativa Trabalho de Conclusão MBA UFRJ

Perfil




Meus Links

» Home
» Perfil
» Arquivos
» Amigos

Governança Corporativa MBA UFRJ - Pág. 26 à 30

6. Governança Corporativa e Auditoria Interna

 

A atual situação brasileira dentro do contexto social e econômico global e a crescente competitividade entre as organizações têm feito com que os administradores necessitem, cada vez mais, de um sistema de informação, que possa beneficiá-los na tomada de decisões, proporcionando uma gestão eficaz.

 

As boas práticas de governança  envolve operações financeiras que estão relacionadas com o equilíbrio financeiro, entradas e saídas de dinheiro, operações econômicas que evidenciam o resultado da empresa; e as operações patrimoniais, que revelam efeitos das operações econômico-financeiras sobre o patrimônio. Assim, as formas de gestões estão diretamente relacionadas com o controle de todo o processo administrativo, que envolve informações internas à organização com vistas a alcançar seus objetivos.

 

Toda organização tem como objetivo causar um efeito positivo, ou seja, obter a maximização de resultados, portanto, será necessário que tenha registros corretos de seus fatos patrimoniais. Cabe exclusivamente à Contabilidade registrar, analisar e averiguar as mutações patrimoniais com o objetivo de manter os usuários internos e externos, administradores, sócios, acionistas e investidores, informados sobre o que ocorre na organização, o que vêm a constituir um valioso banco de dados. Porém, torna-se relevante que estas informações sejam confiáveis e precisas.

 

Nesse sentido, a auditoria, que é uma especialidade do conhecimento contábil, cuida de avaliar os procedimentos contábeis e verificar a sua autenticidade, a fim de promover a eficiência e a eficácia da organização. A eficiência está relacionada com o método, processo, operação e, ao modo de se fazer as coisas; a eficácia surge da comparação de resultados desejados, planejados e os resultados realmente obtidos. Por meio da eficiência e da eficácia, a organização visa a continuidade de suas operações, crescimento e diversificação das atividades econômicas.

 

Esta monografia não tem a menor pretensão de esgotar o assunto, e sim, despertar o interesse de todos aqueles que, de alguma forma, estejam envolvidos e comprometidos com o desenvolvimento e o sucesso da gestão pessoal e administrativa das organizações das quais fazem parte, a fim de que possam contribuir, de maneira significativa, para a continuidade do negócio.

 

 

7. Governança Corporativa e Objetivos da Auditoria Interna

 

 

A auditoria interna é uma função de avaliação, independente, criada dentro da empresa para examinar e avaliar suas atividades, como um serviço a essa mesma organização. A proposta da auditoria interna é auxiliar os membros da administração a desincumbirem-se eficazmente de suas responsabilidades. Para tanto, a auditoria interna lhes fornece análise, avaliações, recomendações, assessoria, consultoria e informações relativas às atividades examinadas.

 

Dentre os membros da organização auxiliados pela auditoria interna estão os que compõem a administração. Os auditores internos são responsáveis perante esta, cabendo-lhes fornecer dados sobre a adequação e efetividade do sistema de controle interno e a qualidade do desempenho da organização. A informação prestada a cada um pode diferir quanto à forma e aos detalhes, dependendo das exigências e solicitações da administração e da matéria em exame.

 

O departamento de auditoria interna é parte integrante da organização e das funções, segundo as políticas traçadas pela administração. Através de suas atividades de trabalho, a auditoria interna serve à administração como meio de identificação de que todos os procedimentos internos e políticas definidos pela companhia, assim como os sistemas contábeis e de controle interno, estão sendo efetivamente seguidos e que as transações realizadas estão refletidas contabilmente em concordância com os critérios previamente definidos.

 

      Em síntese pode-se dizer que a auditoria interna tem por objetivo:

 

      · examinar a integridade e fidedignidade das informações financeiras e operacionais e os meios utilizados para aferir, localizar, classificar e comunicar essas informações;

     

      · examinar os sistemas estabelecidos, para certificar a observância às políticas, planos, leis e regulamentos que tenham, ou possam ter, impacto sobre operações e relatórios, e determinar se a organização está em conformidade com as diretrizes;

 

      · examinar os meios usados para proteção dos ativos e, se necessário, comprovar sua existência real;

 

      · verificar se os recursos são empregados de maneira eficiente e econômica;

 

      · examinar operações e programas e verificar se os resultados são compatíveis com os planos e se essas operações e esses programas são executados de acordo com o que foi planejado; e

 

      · comunicar o resultado do trabalho de auditoria e certificar que foram tomadas as providências necessárias a respeito de suas descobertas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

8. Conclusão

 

Conforme Oksenberg, Claudio M. em seu trabalho: (Governança Corporativa, Direito PUC, Rio de Janeiro, 2000), as finalidades de Governança Corporativa são: aumentar o valor da sociedade, melhorar seu desempenho, facilitar seu acesso ao capital a custos mais baixos, contribuir para perenidade.

-Assim, concluo que o mercado esta se tornando cada vez mais exigente e competitivo, e com isso as empresa tem de buscar o seu melhor para que permaneça ou consiga estar à frente das suas concorrentes.

As empresas de Capital aberto ou fechado que usam  normas de Governança Corporativa, estam se destacando com qualidade, menos custos, confiabilidade, responsabilidade social, transparência e inúmeros outros requisitos para que a organização mantenha-se forte no segmento que ela atua, buscando ser mais atrativa frente aos investidores e captando mais recursos e investimentos, maximizando e gerando mais valor para a organização e o instrumento independente de fiscalização que garante tudo isso chama-se Auditoria.

           

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bibliografia

 

Governança Corporativa no Brasil.  São Paulo, 2001. Disponível em www.ibgc.org.br.

 

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA. Código Brasileiro da Melhores Práticas de Governança Corporativa. Edição Ampliada, 2001. 

 

Andrade Adriana; Rossetti José Paschoal - Governança Corporativa: Fundamentos, Desenvolvimento e Tendências. Editora Atlas 2004

 

Bolsa de Valores de São Paulo. Guia Bovespa de Abertura de Capitais, disponível em www.bovespa.com.br consultado em 10/04/2006.

Oksenberg, Cláudio M. (Governança Corporativa, Direito PUC, Rio de Janeiro, 2000).

Papel Interno de Trabalho da LM Consultoria e Participações S/C Ltda. - Grupo TV Record. São Paulo, 2006

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANEXO

 

 

 

 

 

Conhecendo e Entendendo a Auditoria Interna.

 

Trabalho interno da LM Consultoria e Participações S/C Ltda., empresa de

Auditoria Interna Independente do grupo TV Record.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Postado em: 12:46 PM, 8/10/2010

<- Última Página | Próxima Página ->